Para Não Esquecer, Pensar e Refletir

A pior coisa do Mundo
Talvez nessa vida sejamos arrogantes, pois só damos valor àquilo que temos, quando perdemos alguma coisa daí, já é tarde de mais. Quando precisamos de alguma coisa recorremos aos pais, pois são eles que souberam nos educar, para algumas pessoas talvez não, mas grande parte sim, quando criança, prometemos a eles que seremos alguém na vida, que irá batalhar contra tudo ou contra todos para que tenha uma vida digna, ou farta, nossos pais nos vêem com orgulho, mas no decorrer da vida não cumprimos o prometido, deixamos de lados os estudos, algumas vezes, e retomamos na hora do aperto, quando jovem queremos uma vida de glamour, uma vida fácil, mas nos esquecemos de dizer um EU-TE-AMO, para aqueles que nos deram essa vida de felicidade.
Encontrar um dia sua mãe chorando por causa do filho que não deu atenção suficiente, ou não está dando valor a mãe ou ao pai, fere nossos corações, então retomamos as nossas promessas que por alguns dias nos vêem a pensar, na aquilo que fizemos ou que nosso irmão ou irmã fez, tenta fazer o possível e o impossível para amenizar tudo, a pior coisa do mundo é ver seu pai, ou sua mãe chorando, ou triste, porque você não fez ou não está fazendo aquilo que prometeu no passado. Nós temos que repensar no que falamos refazer algumas coisas renovar as atitudes, dar valor aos pais, e fazer o possível e o impossível para dizer todos os dias um EU-TE-AMO, meu pai e minha mãe.
Vitor Oliveira
“Dedicado a meu pai e minha mãe que tanto amo eles”


Links para esta postagem

Read Users' Comments ( 0 )

O conto

O filho Demoníaco

Matheus é o tipo de filho que qualquer família sentiria orgulho de tê-lo. Tinha boas notas, era educado com todos, era muito tímido, e sua vida era apenas os estudos, não tinha nenhum amigo, pois vivia estudando, e seu pai exigia muito dele.

Na aula de geografia, o professor marcou uma prova onde haveria toda matéria do ano, ele disse:
- Alunos, daqui a duas semanas, vamos fazer uma prova, onde haverá toda a matéria do ano, que vimos até hoje! – Exclamou
Matheus como era um aluno dedicado, não parou de estudar um segundo se quer.
Na hora da prova Mateus fez a prova com toda a calma, pois sabia tudo. No outro dia o professor entregou a prova, e Matheus recebeu nove vírgula oito, pois errou uma questão. O garoto ficou irritado, discutiu, brigou com o professor, mas não conseguiu mudar sua nota. Então decidiu se vingar.
Na hora em que o professor ia pegar seu café na cozinha, como sempre fazia, Matheus esperou lá, pois não haverá ninguém no local.
Quando o professor ia colocar seu café na xícara, Matheus surgiu do nada e cortou sua garganta com seu canivete. A cozinheira apareceu do nada, deu um grito e tentou fugir, mas antes que ela possa escapar Matheus foi rápido e trancou a porta. Então dissera ele:
- Para que você não grite mais, e também não fuja, vou cortar sua garganta, como fiz com o professor!
A cozinheira pálida não conseguiu fazer nada, Matheus pegou uma faca onde estava em cima da mesa da cozinha, e começou a esfaquear a pobre mulher, sem dó.
Ao ir para casa, Matheus ainda guardava a faca em sua mochila, ao chegar viu seu pai sentado no sofá, tomando chimarrão, pois estava sozinho em casa, a mãe tinha ido ao mercado, e ia demora a voltar, então Matheus decidiu entregar sua prova ao pai, que não ficou satisfeito e exclamou:
- Como você pode errar uma questão tão óbvia. -
Matheus permaneceu quieto, sem dar uma só palavra.
Quando o pai foi tomar banho, poucos minutos de dar uma bronca no filho, Matheus pegou a faca, entrou no banheiro, abriu a porta do chuveiro, o pai ao olhar ele com a faca disse:
- O que é isso garoto? Largue já isso!
- Você pai, irá me pagar por todos aqueles dias que você me maltratou! – disse o garoto com uma cara de raiva na cara.
Matheus, com muita raiva começou a esfaquear seu pai, e a morte dele foi instantânea.
Matheus foi rápido, antes que sua mãe chegasse e olhasse toda a cena, pegou o corpo de seu pai colocou em um saco de lixo, e levou para um valão, e botou fogo nele.
Ao voltar para casa, esperou sua mãe chegar, e então a abraçou, e disse:
- Mamãe, como eu te amo tanto!
Vitor Oliveira
30/09/2008


Links para esta postagem

Read Users' Comments ( 0 )

Contos sombrios!

Nesta segunda feira, começarei o um a escrever contos de terror, para enviar ao site Nostalgia do terror para que eles avaliem e talvez postem em seus site, quem sabe eu tenho futuro como escritos. uashuahsuahsua.
O dite dos contos de terror é: http://www.nostalgiadoterror.com, um excelente site para aqueles que gostam de contos da cripta, fica a[i também a dica!


Links para esta postagem

Read Users' Comments ( 0 )